Kickante – financiamento coletivo

crowdfunding-money

Much Money

Fonte: Wikipédia

Em uma série de três postagens, você verá documentos originários da enciclopédia digital Wikipédia sobre a Kickante.

Após as três, postarei comentando a respeito.

Kickante é uma plataforma de financiamento coletivo (crowdfunding) criada no Brasil em 2013, fundada pelos irmãos Candice Pascoal e Diogo Pascoal e liderada pela CEO e sócia Tahiana D’Egmont. Atualmente a empresa é uma das principais desse segmento no país com uma arrecadação acima de 4 milhões de reais em 2014

Origem

Posteriormente, especializou-se na arrecadação de fundos para ONG’s com atuação em organizações como WWF, Médicos Sem Fronteiras, Anistia Internacional, Cruz Vermelha e outras. Sabendo que os custos de uma arrecadação eram muito altos e após perceber o potencial do Brasil para o crescimento de negócios com financiamento coletivo, Candice juntou-se ao irmão Diogo, um desenvolvedor, para iniciar a Kickante.

Crescimento

Com experiência em financiamento de campanhas Candice Pascoal, juntamente com seu irmão Diogo Pascoal, que lidera uma equipe de desenvolvedores a partir de São Paulo, iniciaram a Kickante em outubro de 2013. Na época já havia outras plataformas semelhantes atuando no Brasil, a exemplo de Benfeitoria, Idea.me, Impulso, Movere, Pontapés, Kolmea e Catarse.

 

Os tipo de campanhas começadas na Kickante são diversos: companhias teatrais, bandas de música, startups, ONGs, atletas… A Fundamos e a Mountain Wolves são exemplos de campanhas na Kickante na área de startups, empreendedorismo digital. A Fundamos é uma ONG que busca financiamento para para alugar um prédio no bairro de Santo Amaro em São Paulo inteiramente voltado para locação desse tipo de empresas, o objetivo do projeto é a criação do maior campus tecnológico do Brasil. Na Mountain Wolves, o jovem João Vitor Chaves desenvolveu uma ferramenta computacional capaz de detectar as deficiências em um empreendimento através da análise de Big data, o software deve ser capaz de auxiliar os empresários na elaboração de seus modelos de negócios. O jovem lançou uma campanha para arrecadar fundos e custear sua participação no MITx Global Entrepreneurship Bootcamp promovido pelo Instituto de tecnologia de Massachusetts, evento cujo o seu projeto foi selecionado.

 

 

Modelo de negócio

Atualmente a plataforma Kikcante possui as quatro maiores campanhas de financiamento do terceiro setor brasileiro. De cada projeto, da arrecadação total, 12% ficam na plataforma. Nesse site um organizador pode iniciar uma campanha sem necessariamente ter meta mínima a atingir, pode ter sua campanha beneficiada a partir de qualquer valor arrecadado, os colaboradores têm a possibilidade de parcelar suas contribuições e há chances do organizador receber os recursos à vista.

Uma campanha pode ser iniciada em duas modalidades no site. O usuário criador pode optar pela campanha tipo “Tudo ou Nada”, nesse tipo deve haver uma meta mínima para a campanha, caso seja atingida, a organização recebe o valor arrecadado como desconto de doze por cento (12%), que é a parte retida pela plataforma. Caso o valor mínimo não seja atingido, as doações são devolvidas para os contribuidores. Na modalidade de campanha “Flexível” os criadores também estabelecem uma meta mínima, contudo, caso não seja atingida, podem receber o montante arrecadado fora dezessete e meio por cento deste total, parcela esta retida pela plataforma. Caso uma campanha do tipo “Flexível” arrecade o estabelecido na meta mínima a negociação prossegue entre criadores e a Kickante como no caso “Tudo ou Nada”. Todas as campanhas tem uma duração de pode variar de um a sessenta dias.

Recentemente a plataforma lançou uma nova alternativa chamada Clube da Contribuição Mensal, já comum nos EUA, agora sendo implantado no Brasil. Nesse método, a plataforma promete uma arrecadação contínua aos organizadores.

Co-fundador e desenvolvedor. Coordena uma equipe de desenvolvimento em São Paulo.

Candice Pascoal, co-fundadora

 

O Crowdfunding no Brasil

De acordo com o Banco Mundial essa modalidade de financiamento tem se tornado um mercado bilionário, somente o maior website na área, o norte americano Kickstarter já movimentou mais de 817 milhões de dólares desde a sua criação. Semelhantes ao Kickante, no Brasil existem cerca de 17 sites voltados para este fim, como o Catarse e Idea.me (criado fora do Brasil e popular em outros países da América do Sul). Segundo a atual presidente executiva da Kickante, Tahiana D’Egmont, o Brasil corresponderá, até 2025, a uma fatia de 10% de todo capital levantado em crowdfunding no mundo, estimado em 90 bilhões de dólares até este ano.

Referências

  1. Kickante: crowdfunding brasileiro diferente e com equipe em outros países – Startupi. Visitado em 2015-06-26.

 

EMAIL

 

Author: Lou H. Mello

Olha só, pessoal assíduo no meu blog profissional já está careca de saber quais são as minhas graduações e tentativas de pós, etc. Pessoalmente, dou pouco valor a tudo isso. É mais um mercado, apenas, onde as universidades acreditam ter o monopólio dos diplomas. Ledo engano. A ajuda é sempre muito relativa. Estudei a Bíblia e ainda o faço, dei aulas em várias escolas teológicas, até o pessoal encerrar minha carreira, nessa área. Acho que não me achavam adequado, sei lá. Legal mesmo, foi viajar por aí a pampa, com destaque à missão para a Albânia, em 1979 e países da África em 1981. Depois disso rodei muito pelos EUA e Europa, mas nada demais nisso. Tenho espírito missionário, acho, mas nos EUA estava mais interessado em fazer um pé de meia. Não deu certo. Mas aprendi muito por lá, onde há muito a aprender.
Atualmente, acalento o Projeto Corações Valentes e tento manter dois ou três clientes, aos quais presto consultoria na área de Desenvolvimento (Comunicação e Captação de Recursos), algo que aprendi com os norte-americanos, campeões nessa área, , sobretudo, com Dr. Dale W. Kietzman, meu mentor em marketing para organizações não lucrativas. Entretanto, e aos poucos, acho que estou de coisa com a mudança comportamental, de tanto buscá-la para mim mesmo. Culpado disso foi o Dr. Zenon Lotufo Jr, que investiu em minha pessoa, muito além do normal. Talvez 2017 me abra algumas portas nessa área,
Esse blog surgiu como a forma ideal para a prática de algo que sempre gostei muito de fazer, ou seja, escrever e me livrar dessa coisa interior que pressiona meu peito e pode me matar. Tenho alguns projetos de livros em andamento, quem sabe ainda edito um ou alguns deles, antes de fazer a travessia.
Gosto de escrever, de música, literatura em geral, educação, astronomia (minha segunda paixão secreta, Ih falei), educação física e, de vez em quando, dou um ou outro pitaco nessas áreas também. Sou o principal leitor de tudo que escrevo. Ter leitores sempre foi algo inimaginável, enfim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *