Envolva-se ou vá pentear macacos

gorila-abatido

Macaco para você pentear

Talvez possa parecer presunção de minha parte, mas sou um consultor muito bom. Por uma única razão, sei do que estou falando. Como você, e o Brasil todo sabe, faço consultoria na área de Desenvolvimento (Relações Públicas e Captação de Recursos). Minha clientela alvo é formada pelo pessoal integrante das organizações sem fins lucrativos e minha especialidade são as organizações cristãs. Igrejas, associações beneficentes, escolas, hospitais, clubes, etc…

Por alguma razão não totalmente identificada (suponho que tenha sido o fenômeno Google) as consultas que recebia em bom número, diariamente, sumiram de minha caixa postal. Durante dois anos, fui muito feliz com a ajuda de um site de busca chamado CADÊ. Creio que muitos ainda lembram-se dele. Aí veio a Yahoo e o comprou. Logo em seguida explodiu o fenômeno Google. Nos tempos do CADÊ, quando alguém digitava “Captação de Recursos” meu site surgia logo na primeira página da consulta. Hoje, através, do Google, aparece lá pela centésima e ninguém tem saco para chegar lá.

Sabe, todos nós andamos reclamando muito da mudança de foco das nossas entidades, especialmente as nossas igrejas. Trocaram a ética e a paixão pelo consumo e a competitividade. Isso aconteceu porque não foram ensinados a fazer o trabalho missionário de forma bíblica e ética, coisa que eu prezo, defendo e ensino. Sem falsa modéstia, anda faltando o meu dedo por aí. Mas o pessoal continua convocando a relevância de certos falsos mestres para, à custa de bom dinheiro, fazerem ousadas asseverações sobre o que não sabem ou entendem, sem falar na irrelevância de seus temas. Isso se aplica às demais organizações, também. Mesmo que não sejam cristãs, não poderiam abrir mão da ética.

Quantos escândalos temos presenciado por aí, não é mesmo? Tenho acompanhado o andar da carruagem e posso afirmar, sem medo de errar, que ainda assistiremos esse filme, de corrupção e dos desvios de conduta das organizações, muitas vezes, tanto entre as de origem privada quanto nas públicas. Posso arcar com a gestão do negócio todo, se alguém preferir, desde que receba um salário digno e justo por uma jornada honesta de trabalho e as exigências legais sejam cumpridas, de ambos os lados.

Todos os que andam pensando que eu devia tratar de trabalhar ao invés de ficar passando o chapéu para socorrer meu filho e minhas necessidades, através do blog, estão convidados a propagar minhas habilidades e serviços. Como diria o sábio Chacrinha, a propaganda é alma do negócio e quem não se comunica se trumbica. Então, ao invés de me julgar, propague meu site e, sem medo de ser feliz, indique meus serviços ao seu rol de conhecimentos. No final, penteie alguns macacos enquanto eu estiver ganhando meu sustento honestamente e pagando as minhas contas sozinho e por meus próprios meios. Outro tipo de ajuda não aceitarei de sua parte. Serei eternamente grato. Espero que nenhum de vocês seja agraciado, nunca, com a mesma sorte que foi destinada a mim e minha família.

Aos amigos fieis, sensíveis e verdadeiramente cristãos, peço desculpas pelo post e declaro continuar contando com todos vocês e com vosso amor. Seus atos de benevolência prorrogaram uma vida. Conto com vocês para concluirmos a jornada. Infelizmente, vocês são uma minoria absoluta.

Ops. Originalmente postado no blog A Gruta do Lou

EMAIL

Author: Lou H. Mello

Olha só, pessoal assíduo no meu blog profissional já está careca de saber quais são as minhas graduações e tentativas de pós, etc. Pessoalmente, dou pouco valor a tudo isso. É mais um mercado, apenas, onde as universidades acreditam ter o monopólio dos diplomas. Ledo engano. A ajuda é sempre muito relativa. Estudei a Bíblia e ainda o faço, dei aulas em várias escolas teológicas, até o pessoal encerrar minha carreira, nessa área. Acho que não me achavam adequado, sei lá. Legal mesmo, foi viajar por aí a pampa, com destaque à missão para a Albânia, em 1979 e países da África em 1981. Depois disso rodei muito pelos EUA e Europa, mas nada demais nisso. Tenho espírito missionário, acho, mas nos EUA estava mais interessado em fazer um pé de meia. Não deu certo. Mas aprendi muito por lá, onde há muito a aprender.
Atualmente, acalento o Projeto Corações Valentes e tento manter dois ou três clientes, aos quais presto consultoria na área de Desenvolvimento (Comunicação e Captação de Recursos), algo que aprendi com os norte-americanos, campeões nessa área, , sobretudo, com Dr. Dale W. Kietzman, meu mentor em marketing para organizações não lucrativas. Entretanto, e aos poucos, acho que estou de coisa com a mudança comportamental, de tanto buscá-la para mim mesmo. Culpado disso foi o Dr. Zenon Lotufo Jr, que investiu em minha pessoa, muito além do normal. Talvez 2017 me abra algumas portas nessa área,
Esse blog surgiu como a forma ideal para a prática de algo que sempre gostei muito de fazer, ou seja, escrever e me livrar dessa coisa interior que pressiona meu peito e pode me matar. Tenho alguns projetos de livros em andamento, quem sabe ainda edito um ou alguns deles, antes de fazer a travessia.
Gosto de escrever, de música, literatura em geral, educação, astronomia (minha segunda paixão secreta, Ih falei), educação física e, de vez em quando, dou um ou outro pitaco nessas áreas também. Sou o principal leitor de tudo que escrevo. Ter leitores sempre foi algo inimaginável, enfim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *