Para Lobão, 300 mil ONGs não interessam à sociedade


 

Enviado por luisnassif, ter, 29/11/2011 – 12:00

Da Folha.com

“Somos atropelados por gênios”, diz Lobão em defesa de Belo Monte

PRISCILLA OLIVEIRA

DE BRASÍLIA

Em discurso para abertura do Seminário Gás Natural – A Lei do Gás e o Planejamento de Expansão da Malha de Transporte, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, defendeu a criação da usina de Belo Monte. Para o ministro, a mobilização de ONGs (Organizações Não Governamentais) contra a construção de usinas hidroelétricas é uma tentativa de barrar a utilização de energia limpa.

“Somos atropelados por gênios que querem nos impedir de construir hidroelétricas, que são fontes de energia mais limpa”, afirmou.

Lobão disse também que há muita desinformação em relação ao processo de construção das hidroelétricas no Brasil e que há uma tentativa por parte das ONGs de denegrir o projeto brasileiro. Segundo o ministro, é comum representantes dessas organizações se infiltrarem em seminários sobre o assunto apenas para tumultuar os debates com informações errôneas sobre o assunto. “O Brasil tem 340 mil ONGs e desconfio que pelo menos 300 mil não têm interesse para a sociedade”, afirmou.

O ministro atribuiu as manifestações contrárias a Belo Monte como “inveja, porque o Brasil avança firmemente em direção ao seu destino”. Segundo Lobão, hoje o Brasil é a sétima economia mundial e “avança para ocupar o 4º ou 5º lugar.”

Sobre o setor de gás natural, ele se mostrou otimista. Segundo o ministro, desde 1997, quando foi aprovada a Lei do Petróleo, que regulamenta o setor de gás, as reservas do produto saltaram de 230 bilhões de metros cúbicos para 423 bilhões de metros cúbicos em 2010.


Author: Lou H. Mello

Olha só, pessoal assíduo no meu blog profissional já está careca de saber quais são as minhas graduações e tentativas de pós, etc. Pessoalmente, dou pouco valor a tudo isso. É mais um mercado, apenas, onde as universidades acreditam ter o monopólio dos diplomas. Ledo engano. A ajuda é sempre muito relativa. Estudei a Bíblia e ainda o faço, dei aulas em várias escolas teológicas, até o pessoal encerrar minha carreira, nessa área. Acho que não me achavam adequado, sei lá. Legal mesmo, foi viajar por aí a pampa, com destaque à missão para a Albânia, em 1979 e países da África em 1981. Depois disso rodei muito pelos EUA e Europa, mas nada demais nisso. Tenho espírito missionário, acho, mas nos EUA estava mais interessado em fazer um pé de meia. Não deu certo. Mas aprendi muito por lá, onde há muito a aprender.
Atualmente, acalento o Projeto Corações Valentes e tento manter dois ou três clientes, aos quais presto consultoria na área de Desenvolvimento (Comunicação e Captação de Recursos), algo que aprendi com os norte-americanos, campeões nessa área, , sobretudo, com Dr. Dale W. Kietzman, meu mentor em marketing para organizações não lucrativas. Entretanto, e aos poucos, acho que estou de coisa com a mudança comportamental, de tanto buscá-la para mim mesmo. Culpado disso foi o Dr. Zenon Lotufo Jr, que investiu em minha pessoa, muito além do normal. Talvez 2017 me abra algumas portas nessa área,
Esse blog surgiu como a forma ideal para a prática de algo que sempre gostei muito de fazer, ou seja, escrever e me livrar dessa coisa interior que pressiona meu peito e pode me matar. Tenho alguns projetos de livros em andamento, quem sabe ainda edito um ou alguns deles, antes de fazer a travessia.
Gosto de escrever, de música, literatura em geral, educação, astronomia (minha segunda paixão secreta, Ih falei), educação física e, de vez em quando, dou um ou outro pitaco nessas áreas também. Sou o principal leitor de tudo que escrevo. Ter leitores sempre foi algo inimaginável, enfim.

2 ideias sobre “Para Lobão, 300 mil ONGs não interessam à sociedade”

  1. Pelo jeito o governo petista optou de vez pelo modelo do psdb atirando toda a lama (corrupção, maus projetos, desmandos, incompetências, etc.) na conta das ONGs. Eles sabem que boa parte das organizações denominadas como ONGs, são crias deles próprios e o ministro já as calcula na casa de 300 mil dessas arapucas. Só um detalhe, toda organização filantrópica que recebe subvenção do estado, não importa a esfera, e/ou se submete a ele, deixa de ser uma ONG (Organização Não Governamental) e passa a ser uma OCG, ou seja, organização de cooperação governamental. Com certeza, não existe uma única ONG, de fato, que se enquadre à lista das 300 mil do ministro. Certamente, as ONGs verdadeiras discordam 100% dos argumentos do ministro em favor da Usina Belo Monte e nem é tanto por causa das tribos (se bem que isso seja motivo de muito cuidado e avaliação), mas as questões mais relevantes são técnicas mesmo, em relação ao equilíbrio ecológico do planeta, começando do nosso próprio.

  2. Pelo jeito o governo petista optou de vez pelo modelo do psdb atirando toda a lama (corrupção, maus projetos, desmandos, incompetências, etc.) na conta das ONGs. Eles sabem que boa parte das organizações denominadas como ONGs, são crias deles próprios e o ministro já as calcula na casa de 300 mil dessas arapucas. Só um detalhe, toda organização filantrópica que recebe subvenção do estado, não importa a esfera, e/ou se submete a ele, deixa de ser uma ONG (Organização Não Governamental) e passa a ser uma OCG, ou seja, organização de cooperação governamental. Com certeza, não existe uma única ONG, de fato, que se enquadre à lista das 300 mil do ministro. Certamente, as ONGs verdadeiras discordam 100% dos argumentos do ministro em favor da Usina Belo Monte e nem é tanto por causa das tribos (se bem que isso seja motivo de muito cuidado e avaliação), mas as questões mais relevantes são técnicas mesmo, em relação ao equilíbrio ecológico do planeta, começando do nosso próprio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *