6 Passos para iniciar projetos com sucesso

Clonado em: http://stakeholdernews.com.br/artigo/iniciar-projetos-com-sucesso/ 

 


Vários projetos nunca sequer conseguem chegar além da fase do planejamento detalhado, e a principal razão para isso é que eles não foram definidos adequadamente, tiveram escopos incorretos, e como resultado, não há aceitação para o projeto ou está faltando patrocínio.

Seguir os seis passos adiante para iniciar seus projetos de forma rápida e eficiente, deve garantir que eles obtenham a correta aceitação e patrocínio da alta administração, o que irá viabilizar a sua sobrevivência.

Passo 1: Crie um plano de negócios detalhado

Isso deve ser feito em conjunto com o proprietário do negócio e deve ser suficientemente detalhado para que todos possam saber exatamente qual é o requisito do negócio. Este documento será a base do projeto e deve ser aprovado pelo patrocinador do projeto.

Etapa 2: Faça um Estudo de Viabilidade

Realize um estudo de viabilidade com base no business case para determinar as diferentes soluções para o requisito de negócio. Com base no business case e no estudo de viabilidade, uma solução preferida deve então ser determinada.

Passo 3: Crie o Termo de Abertura do Projeto

O Termo de Abertura do Projeto é um documento muito importante, pois irá combinar as informações do business case e do estudo de viabilidade para descrever o novo projeto e sua visão, objetivos, escopo, entregas, a equipe de projeto, um projeto de alto nível e o plano de implementação. O mesmo vale tanto para o Termo de Abertura do Projeto como para o Business Case no que deve ser aprovado e assinado pelo patrocinador do projeto, pois este será um dos documentos oficiais para seu projeto.

Passo 4: Defina a equipe do projeto

Agora que o Termo de Abertura do Projeto foi definido, você pode definir a equipe com base nessa informação. Aqui, o Comitê do Conselho de Direção deve ser montado e um Gerente de Projeto deve ser nomeado. É então responsabilidade do Gerente de Projeto recrutar o resto da equipe do projeto. Dependendo do tamanho do projeto, o Gerente de Projeto também pode apenas recrutar Chefes de Equipe, que, por sua vez, irão recrutar os membros dessas sub-equipes. Certifique-se de que haja uma descrição do trabalho de projeto definido e documentado para cada membro da equipe, de modo que todos entendam exatamente quais serão seus papéis individuais.

Passo 5: Estabeleça um Escritório de Projeto

Depois de saber quem estará na equipe do projeto, o próximo passo é criar um ambiente físico de onde o projeto será gerenciado por toda sua duração. Este deve fornecer todas as instalações, ferramentas, materiais e equipamentos para cada membro da equipe e é conveniente criar uma lista de verificação detalhada para garantir que nada esteja faltando ao estabelecer o escritório de projetos.

Passo 6: Reveja a fase de Iniciação

Depois de ter passado pela criação de seu business case, um estudo de viabilidade tenha sido feito, tenha se criado o termo de abertura do projeto, estabelecida a equipe e criado o escritório do projeto, é necessário revisar essa fase para assegurar que nada foi esquecido, que você obteve a aprovação de todos os stakeholders, que a fase de iniciação está completa e que você está pronto para passar para a próxima fase de seu projeto, ou seja, a fase de planejamento.

Autor:
Philip Chadwick


 


 

Author: Lou H. Mello

Olha só, pessoal assíduo no meu blog profissional já está careca de saber quais são as minhas graduações e tentativas de pós, etc. Pessoalmente, dou pouco valor a tudo isso. É mais um mercado, apenas, onde as universidades acreditam ter o monopólio dos diplomas. Ledo engano. A ajuda é sempre muito relativa. Estudei a Bíblia e ainda o faço, dei aulas em várias escolas teológicas, até o pessoal encerrar minha carreira, nessa área. Acho que não me achavam adequado, sei lá. Legal mesmo, foi viajar por aí a pampa, com destaque à missão para a Albânia, em 1979 e países da África em 1981. Depois disso rodei muito pelos EUA e Europa, mas nada demais nisso. Tenho espírito missionário, acho, mas nos EUA estava mais interessado em fazer um pé de meia. Não deu certo. Mas aprendi muito por lá, onde há muito a aprender.
Atualmente, acalento o Projeto Corações Valentes e tento manter dois ou três clientes, aos quais presto consultoria na área de Desenvolvimento (Comunicação e Captação de Recursos), algo que aprendi com os norte-americanos, campeões nessa área, , sobretudo, com Dr. Dale W. Kietzman, meu mentor em marketing para organizações não lucrativas. Entretanto, e aos poucos, acho que estou de coisa com a mudança comportamental, de tanto buscá-la para mim mesmo. Culpado disso foi o Dr. Zenon Lotufo Jr, que investiu em minha pessoa, muito além do normal. Talvez 2017 me abra algumas portas nessa área,
Esse blog surgiu como a forma ideal para a prática de algo que sempre gostei muito de fazer, ou seja, escrever e me livrar dessa coisa interior que pressiona meu peito e pode me matar. Tenho alguns projetos de livros em andamento, quem sabe ainda edito um ou alguns deles, antes de fazer a travessia.
Gosto de escrever, de música, literatura em geral, educação, astronomia (minha segunda paixão secreta, Ih falei), educação física e, de vez em quando, dou um ou outro pitaco nessas áreas também. Sou o principal leitor de tudo que escrevo. Ter leitores sempre foi algo inimaginável, enfim.

Lou H. Mello

Olha só, pessoal assíduo no meu blog profissional já está careca de saber quais são as minhas graduações e tentativas de pós, etc. Pessoalmente, dou pouco valor a tudo isso. É mais um mercado, apenas, onde as universidades acreditam ter o monopólio dos diplomas. Ledo engano. A ajuda é sempre muito relativa. Estudei a Bíblia e ainda o faço, dei aulas em várias escolas teológicas, até o pessoal encerrar minha carreira, nessa área. Acho que não me achavam adequado, sei lá. Legal mesmo, foi viajar por aí a pampa, com destaque à missão para a Albânia, em 1979 e países da África em 1981. Depois disso rodei muito pelos EUA e Europa, mas nada demais nisso. Tenho espírito missionário, acho, mas nos EUA estava mais interessado em fazer um pé de meia. Não deu certo. Mas aprendi muito por lá, onde há muito a aprender.
Atualmente, acalento o Projeto Corações Valentes e tento manter dois ou três clientes, aos quais presto consultoria na área de Desenvolvimento (Comunicação e Captação de Recursos), algo que aprendi com os norte-americanos, campeões nessa área, , sobretudo, com Dr. Dale W. Kietzman, meu mentor em marketing para organizações não lucrativas. Entretanto, e aos poucos, acho que estou de coisa com a mudança comportamental, de tanto buscá-la para mim mesmo. Culpado disso foi o Dr. Zenon Lotufo Jr, que investiu em minha pessoa, muito além do normal. Talvez 2017 me abra algumas portas nessa área,
Esse blog surgiu como a forma ideal para a prática de algo que sempre gostei muito de fazer, ou seja, escrever e me livrar dessa coisa interior que pressiona meu peito e pode me matar. Tenho alguns projetos de livros em andamento, quem sabe ainda edito um ou alguns deles, antes de fazer a travessia.
Gosto de escrever, de música, literatura em geral, educação, astronomia (minha segunda paixão secreta, Ih falei), educação física e, de vez em quando, dou um ou outro pitaco nessas áreas também. Sou o principal leitor de tudo que escrevo. Ter leitores sempre foi algo inimaginável, enfim.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Show Buttons
Hide Buttons